22 de maio de 2010


Hoje Matilde deitou-se , estava um calor insuportável , tentou várias vezes fechar os olhos mas o sono não vinha. Não aguentava mais aquele calor , queria a brisa fresca da noite, levantou-se e abriu a janela, ficando a observar as estrelas, por momentos fechou os olhos e assim do nada Henrique apareceu , sussurrando-lhe ao ouvido : Está uma noite linda não está? Matilde arrepiou , olhando-o disse-lhe : Que estás aqui fazer?! DEIXA-ME

Quando eu tinha frio, nunca apareces-te para me aconchegar.

- Matilde, (exclamou Henrique) se eu nunca apareci, foi por ti, queria que tu aprendesses a sobreviver quando eu já não estivesse mais ali. Este inverno passou, sentis-te frio mas conseguiste aquecer-te sozinha, a habituares-te á ideia que a partir daquele momento seria sempre assim. Ela queria ser forte mas não aguentou, depois daquelas palavras as lágrimas percorriam o rosto de Matilde, sem parar.

- No inverno não vim para te aquecer, mas hoje ajudei-te a refrescar.

E se no próximo inverno sentires frio, lembra-te de quando te fiz suar, irá ajudar-te aquecer. Quando sentires calor, pensa nas vezes que te magoei, e também te farei chorar, ajudando a refrescar.

Desculpa meu amor, ( disse Henrique) agora vai para a cama, precisas de descansar, mas não fechas a janela, tenho de ir, mas se me arrepender e voltar para traz quero entrar.

Matilde deitou-se, Henrique deu-lhe um beijo na testa, limpou-lhe as lágrimas e disse: “ Continuarei amar-te todas as manhãs, mesmo já não estando contigo” , Boa noite Matilde.

De madrugada, eram 5:21h Matilde sentiu frio, abriu os olhos, olhou a janela completamente aberta, levantou-se, e viu o bilhete dele que ela tinha afixado na parede, no chão, apanhou-o , fechou a janela e SORRIU , voltou-o a afixar e lendo-o , murmurou:

“ Para todo o sempre”


" Sonhos Terríveis"

2 comentários:

Liliana disse...

:o está lindo

Anónimo disse...

Coisa pirosa podes tirar isto daqui? sff
xDD
Ta giro nia! :P